segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Efeitos negativos e preocupações da dieta da proteina



Neste momento podes estar a pensar que uma dieta cetogénica não oferece muitas possibilidades a nível de alimentação e, por isso, não é cativante. O truque está em ser criativo. Nesta dieta vais poder saborear alimentos como bacon, queijo, ovos, camarão, bife, frango, atum, maionese e manteiga. Como vês, a oferta é bem deliciosa.

A dieta cetogénica pode provocar alguns efeitos negativos em alguns indivíduos, devido ao corte abrupto nos hidratos de carbono. Estes efeitos negativos poderão ser tonturas, fraqueza, hipoglicemia e algumas complicações gastrointestinais. A acontecer, normalmente, os efeitos colaterais só se manifestam nas primeiras duas semanas, em que o organismo ainda se está a habituar à mudança. Depois disso, a maioria das pessoas que fazem esta dieta afirma sentir um grande aumento nos níveis de força. Uma sugestão é cortares gradualmente com os hidratos de carbono. Vais reduzindo a quantidade que consomes até consumires apenas 20-30g de hidratos e entrares no estado de cetose.

Outra das preocupações comuns diz respeito ao possível aumento dos níveis de colesterol, devido à grande ingestão de gorduras. Esta crença infundada remonta aos anos 50. Atualmente, há estudos que mostram que as dietas ricas em gorduras melhoram o perfil lipídico. Quando a dieta cetogénica é usada, os níveis de triglicerídeos e do colesterol mau (LDL) diminuem e o colesterol bom (HDL) aumenta, cenário que diminui a probabilidade de doenças cardíacas

Atletas que estejam envolvidos em atividades de alta intensidade poderão sentir necessidade de ingerirem hidratos de carbono a meio da semana, para reabastecer os músculos. Isso não será um problema. Apenas significa que a pessoa deverá optar antes por uma dieta cetogénica intermitente (targeted keto diet – TKD) em vez da dieta cetogénica cíclica

beijos

Carol Foltran
Postar um comentário