quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Exercícios para eliminar o culote


Tanto ou mais do que a barriga e os pneuzinhos, um problema que incomoda as mulheres é o culote. O acúmulo de gordura nessas regiões é companheira certa de quem leva um estilo de vida sedentário, não faz exercícios aeróbicos, consome alimentos ricos em gordura e carboidratos (fast food) e vive sobre estresse (cortisol alto).
A propensão de ter ou não culote depende também da genética. Tanto é que existem mulheres magras que o possuem.
"Geralmente quando a mulher engorda, existem regiões que são mais propensas a acumular gordura e o culote é uma delas. Além disso, é também uma área de armazenamento de gordura hormonal", explica Andressa Peters, professora Fit Premium.
Para combater os culotes o melhor caminho é associar a prática regular de exercícios aeróbicos aos localizados. A profissional explica: "As atividades aeróbicas tem o intuito de queimar as calorias e reduzir as células adiposas. Como exemplo temos caminhada, corrida, bike, elíptico entre outros. Faça-os de três a cinco vezes por semana por no mínimo 45 minutos."
E os exercícios localizados servem para fortalecer os músculos posteriores da coxa, glúteos e abdutores. "Com a musculatura mais forte e ativa a tendência é diminuir o acúmulo de gordura nessa região", diz Andressa. E não se esqueça da alimentação balanceada, rica em proteínas e fibras.
Você quer aprender a eliminar os culotes fazendo exercícios sem sair de casa? Andressa separou o passo a passo de alguns. Mas lembra: "O ideal seria procurar um educador físico para iniciar uma rotina de exercícios físicos direcionados."
A série preparada pela professora leva em média 20 minutos para ser realizada e é destinada para pessoas que já possuem uma determinada consciência corporal e que já conhecem os exercícios.
Antes de iniciar a atividade faça um aquecimento, como uma caminhada de cinco a 10 minutos, polichinelos ou corda. "Os alongamentos são primordiais para evitar lesões", alerta Andressa. Confira os exercícios:
Abdução: deitada de lado, flexione os joelhos formando um angulo de 90º (como se estivesse sentada em um banco). Em frente, abra e feche a perna de cima mantendo o ângulo, cuidando para não fazer a rotação do quadril. Alterne as pernas fazendo três séries de 20 repetições com descanso de 30 segundos entre elas (caso o exercício esteja ficando leve pode-se utilizar caneleiras de peso).
Stiff: em pé, com os pés paralelos próximos, segure um halter de 1kg ou mais em cada mão (se não tiver halter pode ser um cabo de vassoura), flexione os quadris e junto projete o glúteo para trás. Mantenha os joelhos semiflexionados para não haver uma hiperextensão. A coluna deve estar sempre reta e o peito aberto. Faça três séries de 20 repetições, com intervalos de 30 segundos entre séries.
Afundo: com a base do agachamento (pés paralelos abertos na largura do quadril) leve o pé esquerdo bem para trás e realize o agachamento levando o joelho esquerdo próximo ao chão. Alguns cuidados são essenciais neste exercício: não se deve deixar o joelho da perna da frente ultrapassar a ponta do pé e cuidar para que a coluna fique sempre ereta. Faça 15 repetições de um lado e depois troque a base (perna esquerda na frente e direita atrás faça mais 15 repetições. Realize três séries de 15 repetições para cada lado alternando as pernas.
Polichinelo: faça três séries de 50 polichinelos com descanso de 30 segundos. Este exercício ajuda a estimular a circulação sanguinea e linfática, evitando e tratando a celulite.
Corda: pule corda por dois minutos e descanse 1 minuto. Faça isso três vezes.

beijos

Carol Foltran


Postar um comentário