sexta-feira, 17 de agosto de 2012

saiba o mal que sodio faz, e ainda nos ajuda a ganhar peso!!!!!

"Evite o excesso de sódio". Essa é a principal recomendação de nutricionistas, cardiologistas, endocrinologistas. Isso porque o mau hábito está diretamente relacionado a hipertensão (pressão arterial elevada), câncer gástrico, problemas renais, retenção de líquido e aumento de peso. Os brasileiros, porém, não parecem estar muito preocupados com isso já que consomem cerca de 13 gramas de sal por dia, quando, na verdade, o máximo recomendado são 6 gramas. Como evitar então esse excesso e optar por alimentos e preparações mais saudáveis?


Para começar é importante esclarecer que sódio e sal não são a mesma coisa. O sódio é um mineral que está presente naturalmente na maioria dos alimentos, mas o seu consumo excessivo acontece quando ingerimos sal exageradamente, já que essa é a fonte mais abundante de sódio.
Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a quantidade máxima de sódio que pode ser consumida por dia é de 2400 mg, que equivale a 6 gramas de sal. A nutricionista Adriana Ávila, da clínica Vitay Medicina de Emagrecimento e Estética, explica que dessas 6 gramas "permitidas", deve-se considerar que 2 gramas já estão presentes nos alimentos como queijo e leite. As outras 4 gramas de sal (4 colheres de café rasas) são usadas no preparo dos alimentos. O que acontece é que as pessoas acabam abusando da quantidade de sal nas preparações das comidas e comendo alimentos que contem muito sódio. Dessa forma, consomem o dobro da quantidade permitida.
Segundo a Anvisa, para que um alimento seja considerado rico em sódio, ele deve conter mais do que 480 mg por porção. Alguns exemplos: batata chips (1 pacote de 100g) - 594 mg de sódio; linguiça (2 unidades de 100g) - 1294 mg de sódio; macarrão instantâneo (1 pacote) - 1760 mg de sódio; sopa instantânea (1 caneca de 200 ml) - 792 mg de sódio; azeitona verde (30g) - 925 mg; presunto magro (cerca de 50g) - 700 mg. A nutricionista recomenda que as pessoas fiquem de olho nos rótulos dos alimentos industrializados e evitem aqueles que apresentem uma quantidade exagerada desse nutriente, dando prioridade aos que tenham menos sódio.
Essa quantidade pode também variar de acordo com a marca, por isso é tão importante ler a "bula" dos alimentos antes de comprá-los. É que uma pesquisa divulgada pela Anvisa apontou que o macarrão instantâneo é o produto que têm mais sódio. O estudo mostrou ainda que, dependendo da marca, a pessoa ingere em uma porção 167% do sódio recomendado para o consumo diário. 
Além de prestar atenção nos rótulos, dar preferência aos que tenham menos sódio e evitar o consumo dos alimentos citados acima, a dica da nutricionista Eliane Romantini é substituir o excesso de sal por ervas naturais, como orégano, alecrim, semente de aipo, louro. "Assim a comida não fica sem graça, já que as ervas acentuam o gosto sem precisar abusar do sal", finaliza.

beijos

Carol Foltran
Postar um comentário