terça-feira, 4 de setembro de 2012

Dicas de Exercícios para fazer em Casa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Com a correria do dia a dia é comum não termos tempo para malhar(ou   muitas vezes preguiça mesmo né ), porém se esse é o seu problema eles acabam por aqui. Se você chaga cansada do serviço e não tem pique para frequentar uma academia ou chega muito tarde em casa e ainda tem que fazer as tarefas. Existe uma solução.
Os exercícios para fazer em casa é uma boa alternativa, além de ajudar a emagrecer eles ajudam enrijecer os músculos, para para o tal resultado, os exercícios devem ser feitos todos os dias junto de uma alimentação balanceada.
Coloque uma roupa para praticar esporte que não atrapalhe seus movimentos, você deve executar os exercícios corretamente como você vai conferir abaixo, pois assim você evita certas lesões. Antes de começar é fundamental se alongar.
Caso sinta muito sozinha coloque uma música que lhe agrade para ajudar no incentivo da malhação. Procure beber bastante água durante o esforço físico para repor as energias. Se você tiver bicicleta ou esteira agrométrica em casa, procure aquecer por 10 minutos, antes dos exercícios.

Dicas de Exercícios para fazer em Casa:

Flexão em pé (estas flexões são mais fáceis do que as feitas no solo e fortalecem peitorais, ombros e braços): Em pé, de frente para uma parede, dê um passo grande para trás, ficando a cerca de um metro de distância da parede. Nesta posição, junte seus pés e alinhe o quadril e a cabeça mantendo todo o corpo na mesma “linha”. Apoie suas mãos na parede, tentando mantê-las na altura dos ombros, com os braços afastados. Faça a flexão dos cotovelos, levando todo o seu corpo para frente e para trás, sem tirar os pés do lugar. Quanto mais distante da parede, maior a força. Comece com duas séries de 10 repetições com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra. Assim que ficar leve, passe a três séries de 20 repetições com 30 segundos de intervalo.
Agachamento básico (este exercício trabalha toda a musculatura da coxa – quadríceps e glúteos): Com os pés paralelos abertos na distância da largura do quadril, faça o movimento como se fosse sentar em um banco. Um cuidado muito importante é que os joelhos nunca ultrapassem a linha da ponta dos pés. Para agachar, o quadril é projetado para trás e o tronco para frente (não curve a coluna, mantenha-a ereta). Comece com duas séries de 10 repetições com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra. Assim que ficar leve, passe a três séries de 20 repetições com 30 segundos de intervalo.
Abdômen: Procure usar algo para colocar no chão, como uma toalha ou tapete. Deite-se de barriga para cima (decúbito dorsal) com os joelhos flexionados, pés paralelos e afastados cerca de um palmo. Posicione as mãos atrás da cabeça, sem pressioná-la. O abdominal consiste em uma flexão de tronco. O movimento é de tirar as escápulas do chão. Você não deve subir muito, não tire a lombar do chão. Procure expirar (soltar o ar) na subida e inspirar (puxar o ar) na descida. Comece com duas séries de 10 repetições com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra. Assim que ficar leve, passe a três séries de 20 repetições com 30 segundos de intervalo.
Glúteos: Aproveite a toalha ou tapete no chão que você usou no exercício anterior. Continue deitado de barriga para cima (decúbito dorsal), com braços e mãos estendidos ao longo do corpo e joelhos flexionados. Faça a elevação do quadril (pelve), contraindo o glúteo enquanto faz o movimento. Ao voltar à posição inicial, procure não tocar o glúteo no solo. O interessante deste exercício é que, além de fortalecer a musculatura do glúteo, conseguimos um trabalho eficiente da região pélvica, como o períneo. Comece com duas séries de 10 repetições com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra. Assim que ficar leve, passe a três séries de 20 repetições com 30 segundos de intervalo.
Panturrilha: Pode-se usar um degrau, desde que exista algum lugar para apoiar as mãos (corrimão ou parede) e manter o equilíbrio. Fique apenas com a metade da frente dos pés em cima do degrau. Faça o movimento de flexão e extensão dos pés, ficando bem na ponta e depois alongando. Este exercício é importante porque a musculatura da panturrilha (gastrocnêmios) ajuda muito no retorno da circulação sanguínea e linfática, prevenindo e tratando problemas cardíacos e circulatórios. Comece com duas séries de 10 repetições com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra. Assim que ficar leve, passe a três séries de 20 repetições com 30 segundos de intervalo. Após a série de exercícios, sempre repita a sequência de alongamentos do início.
 beijos

Carol Foltran

Postar um comentário